Família faz protesto e pede esclarecimentos da Rondesp sobre o desaparecimento de jovem de 17 anos

Por: Redação
29/04/2018 - 12:16:30

C

om desaparecimento de jovem de 17, família busca por notícias e/ou informações acerca do paradeiro do adolescente. Desesperada ela usa os meios de comunicação em busca de apoio/ajuda. Neste momento qualquer detalhe será de grande valia e você pode participar e colaborar no ato de solidariedade. 

Sobre o DESAPARECIEMENTO:

O fato ocorreu na madrugada de quinta para sexta-feira por volta de (1:00h) da manhã. Conforme relatos o menor fugia de uma perseguição policial nas imediações do Posto Cabral: não obedeceu ao aviso de parada dada pelos agentes (policiais) da RONDESP - Batalhão especial de polícia do Estado da Bahia.

Com a falta de informações, familiares e amigos fecharam a ladeira da Santa em Arraial D'ajuda, distrito de Porto seguro na Bahia. De posse de cartazes: “Rondesp devolvam Luciano”

Um dos familiares, senhor Fabiano Fernandes, (Tio) de Luciano, entrou em contato com nossa redação e através de sua carta relato acompanhe mais informações acerca do caso.   

Carta Relato (Tio)

Boa noite! Me chamo Fabiano Fernandes de Moura.

Venho pra poder relatar um caso que envolve um desaparecimento de um menor (meu sobrinho) e que envolve policiais da Rondesp de Eunápolis. Na madrugada do dia 26/04 por volta de 1 da madrugada esse meu sobrinho estava numa moto e seus amigos num carro. Voltando do distrito de mundo novo e em frente ao posto Cabral já em Eunápolis: foram perseguidos por uma guarnição da Rondesp. Os ocupantes do carro conseguiram evadir-se do local enquanto meu sobrinho desapareceu, assim como a moto também. Os ocupantes do carro retornaram pra o arraial e informaram a minha família o ocorrido e que provavelmente os policiais deveriam ter pego meu sobrinho...Na mesma manhã meu irmão, o pai, foi até Eunápolis na delegacia procurando saber se havia alguma ocorrência a respeito e envolvendo um menor. Os policiais disseram não saber de nada. Meu irmão foi ao batalhão, hospital e até em IML e não obteve respostas; passou o dia inteiro em Eunápolis a procura do filho e nada. Quando foi a noite já em Arraial D'Ajuda, foi informado que duas viaturas da Rondesp estavam na área e que essas viaturas foram até um endereço e acharam o carro da noite anterior (carro que parece ser roubado). Como esses policiais iam saber do endereço exato sem informação? Achamos que meu sobrinho esteja em poder dos mesmos.

Meu irmão foi até os policiais e eles negaram saber sobre algum menor, até pediram pra meu irmão olhar no interior das duas viaturas e nada; quando foi mais tarde recebemos uma visita de uma pessoa que disse ser morador do bairro onde os policiais acharam o carro e viu com toda certeza meu sobrinho dentro de uma das viaturas e conheceu até a tatuagem no braço que meu sobrinho tem. Hoje fomos ao ministério público de Eunápolis e demos queixa junto ao promotor Dr. Dinalmari, onde também levamos a testemunha.

Dr. Dinalmari entrou em contato com o Comandante Geral da Rondesp em salvador e o mesmo entrou em contato com o Comandante da Rondesp Sul em Itabuna onde o mesmo disse ao promotor que nas ocorrências não existia a presença de menor algum...o promotor relatou sobre onde aconteceu a ocorrência e até onde os policiais conseguiram chegar no veiculo

...O promotor exigiu a presença desse menor até as 17:30 de hoje sexta-feira. O que não aconteceu. O promotor nos disse o seguinte: se o menor ainda estiver com os policiais. Ele acredita que os mesmos não farão nada com o menino e que no fim dessa suposta diligencia e investigação, eles devem apresentar o menor, mas se o menor já estiver morto. Irá incriminar os policiais por homicídio e ocultação de cadáver. 

Os policiais disseram que não sabiam de moto e agora apareceu a moto. A moto foi apresentada na delegacia no dia do ocorrido, sendo que os pais foram na mesma manhã e foram informados pelos agentes da delegacia que não havia nada lá, nem menor que não constava na relação de presos e nem a moto! Contradições demais...

Meus amigos pedimos encarecidamente que nos ajude, a família inteira está sofrendo. Se o menor errou tudo bem, que pague pelo que deve, mais que pague vivo, nos ajudem!

Qualquer informação entrar em contato pelos números (73) 9974-2914 ou 99986-7629.

 


Veja mais


PUBLICIDADE





Entre em contato com o site

Dúvidas na navegação ? Possui uma proposta comercial ? Sugestões ou reclamações ? Fale agora com nossa equipe.

Anúncio publicado
Insira fotos e mais informações a seguir.

Boa sorte candidato
Insira currículo e mais informações a seguir.