Professores da rede Municipal de Itabela participaram da segunda oficina de Contação de Histórias

O encontro foi marcado por muita criatividade, seriedade e muita sabedoria. A força do trabalho coletivo, a força da união, do todo trabalho em equipe! Ambos Envolvidos na busca do fazer melhor/diferente.
Por: MISTUREBA NEWS/Ricardo Ferreira
26/05/2018 - 14:35:18

P

rofessores da Educação Infantil da rede Municipal de Itabela, participaram da segunda oficina de contação de histórias. O encontro foi promovido pela Secretaria de Educação, realizado na sexta-feira (25) no Rotary Clube.  Foram mais de oito escolas participantes, cada escola ficou com uma técnica a ser apresentada. 

O Colégio Luiz Eduardo apresentou a Técnica do Avental – A história Casa Sonolenta. A Escola Carlos A. Parracho com a Técnica do Guarda-chuva: Gato Xadrez. Escolas do Campo com a Técnica da Mala- A Ilha dos Sentimentos. 

Abdias Martins com a Técnica Caixa Cenário- A história dos Três Porquinhos. Emília com a Técnica do Livro – A história do Patinho Feio. 

 

Lions Clube com a Técnica Sequência no Varal- A história Dona Baratinha. Creche Jovina Batista com a Técnica História Musical- Quem mora na casinha. 

Augusto Costa com a Técnica da Saia – A história do Grande Rabanete. Com a participação da Escola Construir com a Técnica Paisagem- A história de Zaqueu.  

O encontro foi marcado por muita criatividade, seriedade e muita sabedoria. A força do trabalho coletivo, do grupo, do todo! Ambos envolvidos na busca do fazer melhor/diferente. Docentes e equipe gestora arrasaram no belíssimo trabalho apresentado e mais que isso, mostraram autopoder criativo, talento, a teatralidade no ato ou ação do improvisar e, sobretudo, de fazer inovações! Parabéns a todos que direta ou indiretamente contribuíram  para o sucesso da coletividade, com ideias que transformam e visam a melhoria e a motivação do educando.  
 

A IMPORTANCIA DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

(*** visão Ricardo Ferreira)

 

A cotação de histórias abre a caixa mágica da imaginação. Uma vivência e experiência que deixam grandes marcas positivas na vida da criança. Através da contação de histórias é possível elevar o processo ensino-aprendizagem dando ao imaginário infantil a base, o alicerce que necessita para continuar sonhando e viajando através das histórias.

Vale frisar que nesta fase a contação de histórias torna-se processo inerente às crianças, pois elas já trazem neste nível de educação a paixão e o gosto de ouvir histórias, do contato com os livros, bem como, poder recontar e ouvir a mesma história repetidas vezes, uma característica que pode ser  registrada  psicologicamente ao criar  uma espécie de necessidade e/ou vontade de reafirmar sua segurança emocional e/ou intelectual. Outro fator a ser levado em consideração dentro desse processo é o entender o que chamamos de "outro lado da moeda" que neste caso, exemplifica a recepção e assimilação da história pela criança, sendo assim, pondo a mente na ação avaliativa pelo aspecto cognitivo é possível afirmar que ela a cada etapa ou momento da contação, ao ouvir as histórias, os processos de entendimento são variados e inúmeros, pois esses flashes assimilatórios captam um episódio diferente do outro e muitas vezes, para sua compreensão, ela passa a se tornar como personagem protagonista no intuito de compreender a história como um todo e o meio a qual se encontra inserida. 

Gostou? Compartilhe com seus grupos, curta nossa página no facebook


Veja mais


PUBLICIDADE





Entre em contato com o site

Dúvidas na navegação ? Possui uma proposta comercial ? Sugestões ou reclamações ? Fale agora com nossa equipe.

Anúncio publicado
Insira fotos e mais informações a seguir.

Boa sorte candidato
Insira currículo e mais informações a seguir.